quarta-feira, 18 de novembro de 2015

negação POC

Apesar do consenso sobre os benefícios da solução de transposição sedimentar na barra da Figueira da Foz [BYPASS], o Programa para a Orla Costeira [POC], que agora está em discussão pública, persiste com a sua estratégia de negação.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

discussão POC

Está a decorrer o prazo da Discussão Pública do Programa para a Orla Costeira POC Ovar-Marinha Grande. Toda a informação no site da APA

A proposta, agora em discussão, para além de ter limitado a profundidade (limite paralelo à costa) da zona de banhos, também separou o surf dos modos náuticos, facilitando a compatibilidade de usos e reconhecendo a diferença do impacto que reivindicámos. Ainda que subsista a dúvida se o surf pode ou não ser condicionado com a bandeira vermelha, aplaudimos de pé estas alterações que vão de encontro à inclusão que defendemos. Pior estamos com a distinção da onda (direita) mais longa da europa, a possibilidade de utilização das areias retidas a norte do Porto Comercial e a transposição de sedimentos na barra.
Apesar da evolução, sobretudo no que concerne à compatibilidade de uso com o surf, mantêm-se as contradições de base com as orientações do Grupo de Trabalho do Litoral GTL que subscrevemos, subsistindo ainda razões para a nossa oposição a esta proposta do POC.

imagem da participação pública

domingo, 8 de novembro de 2015

reserva POC

A Gold Coast QLD foi este ano distinguida como Reserva Mundial de Surf, a segunda na Austrália, e no entanto a Gold Coast e os principais destinos de surf do país desde há muito que gozam regimes especiais (NSR) para a proteção das ondas e desenvolvimento do surf. Porque razão não segue o POC este bom exemplo da prática internacional e avança de vez com Resevas de Surf para as nossas principais ondas? Aqui ao lado os Bascos já avançaram com a Reserva de Mundaka, porque é que nós não avançamos com o Cabo Mondego? Não é preciso inventar a roda, basta inscrever esta diferenciação a que julgamos o POC estar obrigado e fica feito. A principal diferença entre a Austrália e Porugal não está na qualidade das ondas, mas antes na atitude em relação à proteção dos valores endógenos: eles são mais diligentes, nós somos mais negligentes.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

classificaçao das ondas POC

A proposta do Programa da Orla Costeira (POC) ignora a recomendação do Grupo de Trabalho do Litoral (GTL) que determina a classificação das ondas de referência internacional para o surf. No relatório do GTL reitera-se a distinção dos locais mais valiosos para a prática do surf, os mesmos locais também inscritos no Plano Estratégico Nacional do Turismo, que o POC não quer distinguir.

Páginas 125 e 126 do Relatório do GTL, Dezembro de 2014.

domingo, 1 de novembro de 2015

areia nos olhos POC

O proposta do Programa da Orla Costeira (POC) ignora as directrizes da Operacionalização da Política de Gestão de Sedimentos, Transposição Sedimentar e Manchas de Empréstimo definida pelo Grupo de Trabalho do Litoral (GTL), junto das principais barras portuárias e em particular das barras de Aveiro e Figueira da Foz. Não inscreve a transferência da deriva litoral no Programa de Execução nem contempla o aproveitamento das areias retidas a norte dos molhes. 

Páginas 11 e 12 do Sumário Executivo e Recomendações do GTL, Dezembro de 2014.