segunda-feira, 10 de agosto de 2009

S.O.S Cabedelo...



A comissão S.O.S Cabedelo é um movimento cívico espontâneo não radical que surge da urgência em salvar uma onda que é um dos ex-líbris da cidade.

Esta comissão não é contra a obra de prolongamento do molhe norte, é contra os efeitos negativos que a obra está a ter na onda do Cabedelo. A onda do cabedelo é uma onda de excelência e em dias clássicos ombreia com qualquer onda nesta Europa e mesmo no mundo inteiro. Palco de varias etapas do WCT em Portugal salvo uma ocasião (2002) foi considerada a etapa da perna europeia do WCT como a que com melhores ondas presenteou os surfistas profissionais que nela tiveram o prazer de se deleitar com longas paredes e tubos secos que fizeram as delicias de quem pode assistir in loco naquele que se considera como um dos melhores locais para assistir a um campeonato de surf.

Esta comissão surge da necessidade de encontrar soluções que viabilizem simultaneamente uma maior capacidade de exploração do porto comercial e a manutenção das condições ambientais que estão na base da praia do Cabedelo e das suas ondas.

Desde o inicio desta obra que se podem constatar os efeitos negativos que esta está a ter na onda conhecida entre surfistas como sendo a onda do Cabedelo, è bem visível a todos que as praias a sul do molhe estão a sofrer de falta de areia pondo em risco uma serie de factores.

Neste contexto o problema da erosão costeira a sul do molhe ganha relevante importância pois com o natural curso da areia a ser interrompido pelo prolongamento do molhe norte, o abastecimento de areia ás praias de São Pedro torna-se um problema grave a ser urgentemente resolvido.

Assim apresentamos como medidas imediatas para salvar algo que resta da mítica onda do Cabedelo, e consequentemente resolver o abastecimento das praias a sul, que serve também de medida de prevenção à erosão costeira verificada a sul do molhe. A implementação de um by pass que consiste numa bomba semelhante à das dragas e num pipeline, para bombear areia de Norte para Sul. Esta é uma técnica utilizada correntemente para manter o transporte natural de sedimentos, interrompido por molhes. Esta técnica é utilizada frequentemente na Australia e na Africa do Sul, Sendo a onda de Snaper Rocks mais famosa de todas elas.

Como medida a médio prazo estamos a elaborar um projecto/estudo juntamente com a associação S.O.S (Salvem O Surf) que irá propor a criação de um parque de ondas na praia do cabedelo como forma de mitigar e resolver danos permanentes na onda. Este estudo será acompanhado de um outro de viabilidade económica e irá ser apresentado ao governo e a todas as candidaturas concorrentes ás eleições autárquicas que se avizinham, apresentando o surf como uma alternativa económica viável e como uma mais valia para o turismo da região.
Vão ser realizadas varias sessões de esclarecimento afim de tornar claro e mostrar todo o trabalho realizado até então.

A comissão está a preparar um evento a larga escala para o final do verão e conta com a participação de toda a industria do surf media e comunidade em geral.

Fica atento.

Sem comentários: