domingo, 13 de outubro de 2013

CIDADESURF @ Presidência do Conselho de Ministros


Fomos à Presidência do Conselho de Ministros para partilhar com o Dr. Miguel Poiares Maduro, Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, a nossa preocupação com o enquadramento do mar no desenvolvimento futuro da Figueira da Foz, quer na dimensão da valorização do produto na óptica do turismo, quer no contributo para a protecção costeira na frente atlântica. Aqui enquadramos o BYPASS como possível solução alternativa de protecção costeira e simultaneamente de valorização territorial, a sul e a norte do Mondego.
Sugerimos também a clarificação dos relacionamentos horizontal e vertical no que concerne à actuação da administração central relativamente às ondas e ao surf. Na revisão dos documentos estratégicos, como seja o PENT ou a ENM, defendemos a clarificação do produto surf e a necessária articulação horizontal com base nos factores distintivos de competitividade de base territorial, tomando a Europa como quadro de referência para a nossa afirmação no quadro global - a primeira reserva de surf da Europa, a onda mais tubular, a mais alta e a mais comprida... em 150 km de costa (Ericeira, Peniche, Nazaré e Figueira, respectivamente). Na articulação vertical, designadamente nos processos de revisão dos POOC em curso, destacamos a necessidade da consequente inscrição das ondas e da revisão dos processos face ao reconhecimento deste importante activo, sendo certo que no caso da Figueira da Foz a estratégia de defesa costeira não pode atentar contra a onda que a comunidade internacional reconhece como a mais comprida do continente europeu.
Fomos recebidos com enorme simpatia por alguém que connosco partilhou a adolescência na Figueira da Foz e que nos difíceis tempos que o país atravessa entendeu honrar a cidade com o seu contributo neste envolvimento com o serviço público.

Sem comentários: