quinta-feira, 1 de outubro de 2015

BYPASS para transposição das areias na barra

O coordenador do Grupo de Trabalho do Litoral, Professor Filipe Duarte Santos, visitou recentemente o By-Pass da Gold Coast, na Austrália, destacando aquela tecnologia como solução para a transposição de sedimentos na barra da Figueira da Foz.


Debate no Figueira Film Art 2015 - Miguel Babo (moderador), Hermano Sousa (Presidente da Comunidade Portuária da Figueira da Foz), Filipe Duarte Santos (coordenador do Grupo de Trabalho do Litoral), Miguel Figueira (SOS Cabedelo), Manuel Traveira (autor da tese de mestrado sobre a Figueira da Foz «Do Cabaret ao Deserto») e Eurico Gonçalves (SOS Cabedelo).

"...Quem esperasse, ontem, contraditório à posição do movimento cívico SOS Cabedelo, que tem publicamente defendido a construção de um by-pass (um túnel para deslocação contínua das areias das praias a norte para as a sul), sairia desiludido. Duarte Santos considerou que o caso daFigueira da Foz “é dos mais gritantes” no que respeita à erosão costeira, e defendeu que “não há incompatibilidade entre ter um porto e uma praia que não seja exageradamente grande, como a que existe actualmente”, desde que seja encontrada e posta em prática uma solução. “E não tem nada de extraordinário, basta o transporte das areias a Norte para Sul”, resumiu. “Na Austrália, num caso semelhante mas mais complicado em termos de traçado, a solução do by-pass resultou”, adiantou. “O que é preciso é que os poderes públicos tenham em sua posse estudos fiáveis e se disponibilizem a fazer análises de custo-benefício e a implementar a melhor solução”, sintetizou, adiantando que, na sua opinião, o by-pass fixo é mesmo a melhor resposta a longo prazo.”E Portugal tem uma longa tradição de engenharia costeira”, lembrou, afirmando-se convicto de que “estão reunidas as condições para avançar”, uma vez que, acredita, “há verbas comunitárias” disponíveis. “E é o necessário: vontade política e financiamento”, sumariou."

in nota do Figueira Film Art

Sem comentários: